Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Destaque

Palestra Sustentabilidade Regional realizada 24 de maio em Maracaju, MS

Alcir Muller, diretor e presidente da Revista Ambiente Global A equipe Ambiente Global agradece as autoridades que se fizeram presente ...

Fazenda Beira Rio

Fazenda Beira Rio

Samania Agropecuária

Samania Agropecuária

Doces Gotas de Mel

Doces Gotas de Mel

Publicidade

.

.
SEMENTES SERTÃO

Você bilíngue

Publicidade II

Ads

sexta-feira, 17 de maio de 2013

PMA multa fazendeiro em R$ 152,9 mil por extração de aroeira em MS


Policiais apreenderam 593 estacas de aroeira e 48 tábuas de angico.
Portaria do Ibama proíbe o corte da aroeira no país.

Os policiais apreenderam  593 estacas de aroeira
e 48 tábuas de angico (Foto: Divulgação/ PMA)

A Polícia Militar Ambiental (PMA) multou um fazendeiro em R$ 152,9 mil por extração ilegal de madeira e pelo o uso ilegal de motosserra em uma propriedade em Coxim, a 243 km de Campo Grande. O flagrante ocorreu na tarde de quinta-feira (16). Segundo os policiais, grande parte da madeira encontrada na fazenda era da espécie aroeira, que é protegida por lei.


Segundo a PMA, depois de serem extraídas, as árvores eram serradas em tábuas, estacas e palanques para serem utilizadas na construção de cercas. Os policiais apreenderam 593 estacas de aroeira e 48 tábuas de angico, além de uma motosserra utilizada para a extração ilegal.

Além da multa, o fazendeiro responderá por crimes ambientais. Segundo a PMA, a pena para extração ilegal de aroeira é de um a dois anos de reclusão. Já o crime ambiental de utilização ilegal de motosserra prevê pena de três a seis meses de detenção.


Protegida por Lei



A portaria 83-N de 1991 do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) proíbe o corte da aroeira e de algumas outras espécies de madeiras nobres sem o plano de manejo, que precisa ser aprovado pelos órgãos ambientais. Segundo o Ibama, até em desmatamentos autorizados, essas espécies não podem ser cortadas.



G1 MS
Postar um comentário

Publicidade II