Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Destaque

Palestra Sustentabilidade Regional realizada 24 de maio em Maracaju, MS

Alcir Muller, diretor e presidente da Revista Ambiente Global A equipe Ambiente Global agradece as autoridades que se fizeram presente ...

Fazenda Beira Rio

Fazenda Beira Rio

Samania Agropecuária

Samania Agropecuária

Doces Gotas de Mel

Doces Gotas de Mel

Publicidade

.

.
SEMENTES SERTÃO

Você bilíngue

Publicidade II

Ads

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

MT discute riscos dos agrotóxicos para saúde e meio ambiente

Durante seminário em Cuiabá será lançado fórum mato-grossense.
Estado deve utilizar experiências bem sucedidas de outros Estados.


O Ministério Público do Trabalho (MPT) do Estado de Mato Grosso realiza nesta quarta-feira (13) em Cuiabá um seminário para o lançamento do fórum mato-grossense sobre agrotóxicos, saúde e meio ambiente. O evento será na sede da Procuradoria Regional do Trabalho da 23ª Região na capital e deve reunir especialistas da área, além de representantes do meio produtivo.

De acordo com a entidade, a agenda de atuação do fórum será construída aos poucos e com a participação de seus membros. As experiências de outros estados devem contribuir com a proposta mato-grossense. Nesta quarta, entre os temas a serem discutidos está o uso de agrotóxicos na produção agrícola e seus impactos para o meio ambiente. O uso de forma indiscriminada destes produtos nas lavouras preocupa os especialistas.

Um levantamento realizado em 2012 pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre a presença de resíduos destes produtos em alimentos produzidos no Brasil indicou que de 3.293 amostras de 13 tipos, ou 29%, estavam contaminadas.

“Há uma preocupação com o trabalhador que fica em contato direto com o produto e também com as pessoas que consomem os alimentos produzidos e que podem estar contaminados”, diz o pesquisador Ageo Mário Cândido da Silva, da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

Segundo o pesquisador, que também será um dos palestrantes no seminário em Cuiabá, o evento é uma forma de chamar a atenção para o problema. Durante o seminário, Cândido conduzirá a exposição sobre ‘vigilância e Saúde de populações expostas aos agrotóxicos em Mato Grosso’.

“É preciso direcionar algumas políticas públicas para promover a proteção dos trabalhadores”, defende Silva.

A entrada é gratuita e o local do evento tem capacidade para 90 pessoas. Não é necessário realizar inscrição prévia.

Confira a programação:
8h - Abertura – Procuradora-Chefe do Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso, Marcela Monteiro Dória, e procurador do Trabalho Leomar Daroncho;

8h30 - Agrotóxicos: Visão do Agronegócio – Representante da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (FAMATO);

9h10 - Uso de Agrotóxicos na Produção Agrícola: Impactos para o Meio Ambiente – Professor Dr. Wanderlei Antônio Pignatti;

9h50 - Vigilância e Saúde de Populações Expostas aos Agrotóxicos em Mato Grosso – Professor Dr. Ageo Mário Cândido da Silva;

10h30 - Fórum de Combate aos Prejuízos dos Agrotóxicos: A Experiência do MPT no Paraná – Procuradora Regional do Trabalho Margaret Matos de Carvalho

G1
Postar um comentário

Publicidade II