Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Destaque

Palestra Sustentabilidade Regional realizada 24 de maio em Maracaju, MS

Alcir Muller, diretor e presidente da Revista Ambiente Global A equipe Ambiente Global agradece as autoridades que se fizeram presente ...

Fazenda Beira Rio

Fazenda Beira Rio

Samania Agropecuária

Samania Agropecuária

Doces Gotas de Mel

Doces Gotas de Mel

Publicidade

.

.
SEMENTES SERTÃO

Você bilíngue

Publicidade II

Ads

terça-feira, 12 de julho de 2011

Polícia ambiental multa produtora em R$ 60 mil por assoreamento em MS


PMA encontrou nove processos erosivos
(Foto: Divulgação/PMA)
A Polícia Militar Ambiental (PMA) aplicou multa de R$ 60 mil a proprietária de uma fazenda em Bataguassu, a 335 quilômetros de Campo Grande, por conta de erosões que causavam assoreamento do rio Água Branca e degradação de Áreas de Preservação Permanente (APP). O flagrante aconteceu  nesta segunda-feira (11), quando a equipe encontrou nove processos erosivos, localizados a 200 metros da nascente.
Segundo a PMA, os processos erosivos teriam ocorrido por falta de conservação de solo, procedimento obrigatório pela legislação nas intervenções feitas para a produção em propriedades rurais.
A polícia interditou a área e proibiu atividades agrícolas e pecuárias. A proprietária, multada em R$ 60 mil, deve apresentar projeto de recuperação em prazo máximo de 30 dias. A produtora rural de 51 anos, mora em Presidente Venceslau (SP) e pode responder por crime ambiental. Ela ainda pode recorrer da multa.
PMA determinou que fosse elaborado plano de recuperação de área degradada  (Foto: Divulgação/PMA)

Do G1 MS

Postar um comentário

Publicidade II