Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Destaque

Palestra Sustentabilidade Regional realizada 24 de maio em Maracaju, MS

Alcir Muller, diretor e presidente da Revista Ambiente Global A equipe Ambiente Global agradece as autoridades que se fizeram presente ...

Fazenda Beira Rio

Fazenda Beira Rio

Samania Agropecuária

Samania Agropecuária

Doces Gotas de Mel

Doces Gotas de Mel

Publicidade

.

.
SEMENTES SERTÃO

Você bilíngue

Publicidade II

Ads

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Revitalização do Taquari é desafio imperativo em MS


       A recuperação e a revitalização do Rio Taquari, apesar de todas as dificuldades de recuperação do desmonte de estruturas naturais, é um dos desafios imperativos para Mato Grosso do Sul, segundo afirmou o deputado federal Vander Loubet (PT-MS). Ele diz ser estimulante ver que hoje um número maior de pessoas - especialmente lideranças que exercem forte influência nas decisões políticas e econômicas - se preocupa com a questão e a elege como causa determinante das expectativas de sustentabilidade do sulmatogrossense.

"Esta é uma luta que já vem de algum tempo e já deveria estar bem mais encorpada, sobretudo pelos organismos responsáveis pelas providências institucionais e financeiras que faltam ao processo de recuperação", salientou Vander, que foi autor da convocação da audiência pública realizada pela Câmara dos deputados em 20 de setembro de 2005 para discutir o socorro ao Taquari. "Esta foi apenas uma das diversas mobilizações que o Estado vem protagonizando nos últimos tempos e hoje já temos um resultado concreto, que é a ação desencadeada em ampla parceria entre todas as instãncias de governo", frisou.

Vander se refere aos investimentos que estão sendo feitos por meio de uma parceria liderada pelo governo federal, com apoio do Estado e dos municípios, solução que também vinha sendo defendida por técnicos e especialistas do Ministério do Meio Ambiente e de organizações não-governamentais em mobilizações como a audiência pública na Câmara. A Ahipar (Administração da Hidrovia do Paraguai), órgão do Ministério dos Transportes, detalhou 31 ações de recuperação e revitalização do rio, apontando para investimentos na recomposição da mata ciliar e dos trechos assoreados, além da capacitação das populações ribeirinhas para desenvolver atividades alternativas de susbsistência.

A Ahipar vem fazendo um estudo detalhado das condições atuais do rio e já sinaliza projetos executivos de recuperação socioambiental da bacia com intervenções de curto prazo. Vander destacou também a participação da sociedade civil, por meio de entidades como as organizações classistas de Corumbá e Ladário e o Consórcio Intermunicipal para o Desenvolvimento Sustentável da Bacia do Taquari, que engloba as comunidades da região norte do Estado. "Toda essa junção de forças e de intenções reforça nossa esperança de que será possível atingir um enorme patamar de recuperação e de resgate do Taquari", concluiu Vander.

Fonte: Portal MS
Postar um comentário

Publicidade II