Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Destaque

Palestra Sustentabilidade Regional realizada 24 de maio em Maracaju, MS

Alcir Muller, diretor e presidente da Revista Ambiente Global A equipe Ambiente Global agradece as autoridades que se fizeram presente ...

Jaburu Distribuidora

Jaburu Distribuidora

Rei das Latas

Rei das Latas

Redes Sociais

Fazenda Beira Rio

Fazenda Beira Rio

Samania Agropecuária

Samania Agropecuária

Doces Gotas de Mel

Doces Gotas de Mel

Publicidade

.

.
SEMENTES SERTÃO

Você bilíngue

Publicidade II

Ads

domingo, 11 de novembro de 2012

REPAMS divulga resultado de projeto sobre serviços ambientais na próxima segunda-feira

Bonito Notícias

No próximo dia 12 de novembro serão divulgados os resultados de dois anos de pesquisas e ações da Associação de Proprietários de Reservas Particulares do Patrimônio Natural de Mato Grosso do Sul (REPAMS).

Essas ações demonstram a viabilidade da“economia verde” aplicada e integrada aos negócios do campo consolidados em Mato Grosso do Sul como lavoura, pecuária e os mais recentes modelos de desenvolvimento sustentável como o ecoturismo e a conservação ambiental.

Até hoje as principais atividades que poderiam gerar receita para garantir a sustentabilidade das RPPNs eram as de pesquisa, educação e turismo. 

A REPAMS, que executa o projeto BRPPN: Gerando Serviços Ambientais, demonstrou a viabilidade de aumentar a renda no campo com a venda de créditos de carbono de florestas conservadas ou mesmo com o Pagamento por Serviços Ambientais (PSA), lei que já vigora no Brasil, que paga anualmente proprietários que contribuem com a conservação e preservação da natureza.

Em 2011 e 2012 a REPAMS desenvolveu o BRPPN com patrocínio da Petrobras, através do Programa Petrobras Ambiental, e calculou a quantidade dos estoques de carbono, estimou valores para os serviços providos pela natureza, que beneficiam as populações locais e regionais, e recuperou áreas degradadas de Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs) do Cerrado e Pantanal.
Foram beneficiadas diretamente pelo projeto seis Reservas 
Naturais do Pantanal e Cerrado:

- RPPN Dona Aracy, em Miranda;
- RPPN Fazenda São Geraldo, em Bonito;
- RPPN Rancho do Tucano, em Bonito;
- RPPN Buraco das Araras, em Jardim;
- RPPN Gavião de Penacho, em Corguinho;
- RPPN Fazenda Rio Negro.

Com o patrocínio da Petrobras, a REPAMS já promoveu a 
recuperação de mais de 100 hectares de áreas degradadas no entorno e dentro de RPPNs, e construiu um viveiro de mudas nativas na Fazenda Araçatuba, em Corguinho, com capacidade para produzir 60 mil mudas por ano. Para fomentar o processo nos municípios de Mato Grosso do Sul e em propriedades rurais ou RPPNs, o projeto também formou viveiristas florestais, para suprir uma demanda da região, a falta de mudas nativas para recuperação de áreas degradadas.

Com as ações de educação e comunicação ambiental, o BRPPN ofereceu formações sugeridas pelas populações dos cinco municípios atendidos: Aquidauana, Jardim, Bonito, Miranda e Corguinho. Mais de 400 pessoas participaram das oficinas de redes sociais, comunicação popular, radiodifusão e educação ambiental, constituindo hoje uma rede de educadores, gestores e organizações parceiras das Reservas Naturais.

Assessoria de Imprensa BRPPN
Postar um comentário

Publicidade II