Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Destaque

Palestra Sustentabilidade Regional realizada 24 de maio em Maracaju, MS

Alcir Muller, diretor e presidente da Revista Ambiente Global A equipe Ambiente Global agradece as autoridades que se fizeram presente ...

Fazenda Beira Rio

Fazenda Beira Rio

Samania Agropecuária

Samania Agropecuária

Doces Gotas de Mel

Doces Gotas de Mel

Publicidade

.

.
SEMENTES SERTÃO

Você bilíngue

Publicidade II

Ads

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Casal usa garrafas pet e pneus para construir casa em Campo Grande

Fernando da Mata/ G1 MS

Moradia ecológica foi construída em bairro da periferia de Campo Grande. Dona de casa afirmou que necessidade motivou construção com material.


Portal na entrada da casa construído com garrafas pet (Foto: Fernando da Mata/G1 MS)
Sem querer, um casal de Campo Grande adotou princípios de sustentabilidade e utilizou garrafas pet para construir a casa onde mora. A dona de casa Maria Aparecida Fernandes, 41 anos, afirmou ao G1 que a construção ecológica custou apenas R$ 5 mil, economia bem-vinda para o apertado orçamento familiar.
“Foi por necessidade. Nós não tínhamos como comprar material para construir, por isso fomos juntando garrafas e outros materiais que achávamos em entulhos”, contou Maria Aparecida sobre o que levou a família a fazer a escolha. Segundo ela, a iniciativa partiu do marido após assistir a uma reportagem na televisão sobre construções sustentáveis.
“Nós vimos na TV uma casa com garrafa e resolvemos fazer. Depois disso, ele foi juntando tudo e colocando no carro. Ele cansou de catar pneu e garrafas pet, tudo do lixão e das lixeiras das casas. Construímos mesmo sem ter nada no papel nem maquete”, disse, alegando que não contabilizou o total de garrafas utilizadas na construção.
O quarto dos filhos foi o primeiro cômodo construído e, em seguida, foi a vez do banheiro. Os dois, de acordo com a dona de casa, ficaram prontos em seis meses. Os principais materiais utilizados na construção foram garrafas cheias de água e presas com reboco, forros de PVC e telhas de alumínio na cobertura, alguns tijolos utilizados para compor pilares e retalhos de piso.
Luz natural reflete em garrafas com água e ilumina banheiro.(Foto: Fernando da Mata/G1 MS)
O portal de acesso foi erguido com garrafas vazias, arames e pedaços de madeira para sustentação. Para compensar a inclinação do terreno entre a entrada e a casa, uma escada foi feita com pneus no alicerce e retalhos de piso no acabamento. Segundo a dona de casa, a construção dessa parte durou dois meses.

Postar um comentário

Publicidade II