Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Destaque

Palestra Sustentabilidade Regional realizada 24 de maio em Maracaju, MS

Alcir Muller, diretor e presidente da Revista Ambiente Global A equipe Ambiente Global agradece as autoridades que se fizeram presente ...

Jaburu Distribuidora

Jaburu Distribuidora

Rei das Latas

Rei das Latas

Redes Sociais

Fazenda Beira Rio

Fazenda Beira Rio

Samania Agropecuária

Samania Agropecuária

Doces Gotas de Mel

Doces Gotas de Mel

Publicidade

.

.
SEMENTES SERTÃO

Você bilíngue

Publicidade II

Ads

sábado, 10 de novembro de 2012

Veja como seria Nova York se a poluição do ar fosse visível

Exame.com


Depois de um ano de acúmulo de gás carbônico, o volume é suficiente para cobrir a ilha de Manhattan

Reuters

São Paulo – O corpo pode sentir os efeitos nocivos das emissões de gás carbônico na atmosfera, mas dificilmente é possível criar a imagem do quanto de poluição é lançado no ar todos os dias. Para dar uma ideia de como é visualmente a pegada ecológica na cidade de Nova York, que sofreu recentemente com a tempestade Sandy, a empresa Carbon Quilt criou um vídeo em que representa o CO2 como se fosse bolas azuis.
Os dados usados para a produção foram coletados em 2010. Nesse ano, foram jogados no meio ambiente 54 milhões de toneladas de dióxido de carbono e os principais responsáveis pelo total foram os prédios, que corresponderam a 75% desse volume.
O vídeo mostra como seria se todas as emissões da cidade saíssem de um mesmo lugar e pudessem ser vistas a olho nu. Cada bola de 10 metros de diâmetro corresponde a uma tonelada de gás do efeito estufa. A cada segundo, duas toneladas são despejadas no ar, segundo cálculos da empresa. Ao longo do tempo, é possível ver o crescimento de uma montanha sobre a cidade.
Com um dia, o acúmulo quase cobre o edifício Empire State e, ao final de um ano, a quantidade é suficiente para esconder a ilha de Manhattan. Confira abaixo as imagens.
Postar um comentário

Publicidade II