Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Destaque

Palestra Sustentabilidade Regional realizada 24 de maio em Maracaju, MS

Alcir Muller, diretor e presidente da Revista Ambiente Global A equipe Ambiente Global agradece as autoridades que se fizeram presente ...

Fazenda Beira Rio

Fazenda Beira Rio

Samania Agropecuária

Samania Agropecuária

Doces Gotas de Mel

Doces Gotas de Mel

Publicidade

.

.
SEMENTES SERTÃO

Você bilíngue

Publicidade II

Ads

sábado, 10 de novembro de 2012

Veja como seria Nova York se a poluição do ar fosse visível

Exame.com


Depois de um ano de acúmulo de gás carbônico, o volume é suficiente para cobrir a ilha de Manhattan

Reuters

São Paulo – O corpo pode sentir os efeitos nocivos das emissões de gás carbônico na atmosfera, mas dificilmente é possível criar a imagem do quanto de poluição é lançado no ar todos os dias. Para dar uma ideia de como é visualmente a pegada ecológica na cidade de Nova York, que sofreu recentemente com a tempestade Sandy, a empresa Carbon Quilt criou um vídeo em que representa o CO2 como se fosse bolas azuis.
Os dados usados para a produção foram coletados em 2010. Nesse ano, foram jogados no meio ambiente 54 milhões de toneladas de dióxido de carbono e os principais responsáveis pelo total foram os prédios, que corresponderam a 75% desse volume.
O vídeo mostra como seria se todas as emissões da cidade saíssem de um mesmo lugar e pudessem ser vistas a olho nu. Cada bola de 10 metros de diâmetro corresponde a uma tonelada de gás do efeito estufa. A cada segundo, duas toneladas são despejadas no ar, segundo cálculos da empresa. Ao longo do tempo, é possível ver o crescimento de uma montanha sobre a cidade.
Com um dia, o acúmulo quase cobre o edifício Empire State e, ao final de um ano, a quantidade é suficiente para esconder a ilha de Manhattan. Confira abaixo as imagens.
Postar um comentário

Publicidade II