Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Destaque

Palestra Sustentabilidade Regional realizada 24 de maio em Maracaju, MS

Alcir Muller, diretor e presidente da Revista Ambiente Global A equipe Ambiente Global agradece as autoridades que se fizeram presente ...

Fazenda Beira Rio

Fazenda Beira Rio

Samania Agropecuária

Samania Agropecuária

Doces Gotas de Mel

Doces Gotas de Mel

Publicidade

.

.
SEMENTES SERTÃO

Você bilíngue

Publicidade II

Ads

sexta-feira, 1 de março de 2013

Apesar de proibição, circo em Sidrolândia tem pônei e lhama


Campo Grande News

Lei proíbe apresentação com animais em Mato Grosso do Sul desde 2009


Lhama e pônei são usados em apresentação de circo
em Sidrolândia. (Foto: Repórter News)
De acordo com leitor, pônei apresenta sinais de maus
tratos. (Foto: Repórter News)

Um circo que se apresenta em Sidrolândia, a 71 quilômetros de Campo Grande, apresenta animais em seus espetáculos, apesar disso ser considerado crime. Desde 2009, Mato Grosso do Sul tem uma Lei que proíbe a presença de qualquer tipo de animal em apresentações circenses. 
O leitor André Lopes da Silva conta que flagrou os animais no circo que chegou esta semana no município. Ele conta que o pônei apresenta sinais de maus tratos e fica o tempo todo deitado.
“O Estado tem uma Lei que proíbe esse tipo de situação”, questiona. André conta ainda que acionou a PM (Polícia Militar), que informou que o caso deve ser encaminhado para a PMA (Polícia Militar Ambiental).
De acordo com a Lei 3.642 de 2009, os circos que utilizam animais estão sujeitos a uma multa que varia de mil a 10 mil Uferms, o que corresponde a R$ 17.630 a R$ 176.300. O
Campo Grande também tem uma medida semelhante, de julho de 2008, que também proíbe esse tipo de apresentação cultural.
Segundo o major Edmilison Queiroz, da PMA, uma equipe vai até o local para averiguar a situação dos animais, que devem ser apreendidos.
Postar um comentário

Publicidade II