Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Destaque

Palestra Sustentabilidade Regional realizada 24 de maio em Maracaju, MS

Alcir Muller, diretor e presidente da Revista Ambiente Global A equipe Ambiente Global agradece as autoridades que se fizeram presente ...

Jaburu Distribuidora

Jaburu Distribuidora

Rei das Latas

Rei das Latas

Redes Sociais

Fazenda Beira Rio

Fazenda Beira Rio

Samania Agropecuária

Samania Agropecuária

Doces Gotas de Mel

Doces Gotas de Mel

Publicidade

.

.
SEMENTES SERTÃO

Você bilíngue

Publicidade II

Ads

sexta-feira, 1 de março de 2013

Apesar de proibição, circo em Sidrolândia tem pônei e lhama


Campo Grande News

Lei proíbe apresentação com animais em Mato Grosso do Sul desde 2009


Lhama e pônei são usados em apresentação de circo
em Sidrolândia. (Foto: Repórter News)
De acordo com leitor, pônei apresenta sinais de maus
tratos. (Foto: Repórter News)

Um circo que se apresenta em Sidrolândia, a 71 quilômetros de Campo Grande, apresenta animais em seus espetáculos, apesar disso ser considerado crime. Desde 2009, Mato Grosso do Sul tem uma Lei que proíbe a presença de qualquer tipo de animal em apresentações circenses. 
O leitor André Lopes da Silva conta que flagrou os animais no circo que chegou esta semana no município. Ele conta que o pônei apresenta sinais de maus tratos e fica o tempo todo deitado.
“O Estado tem uma Lei que proíbe esse tipo de situação”, questiona. André conta ainda que acionou a PM (Polícia Militar), que informou que o caso deve ser encaminhado para a PMA (Polícia Militar Ambiental).
De acordo com a Lei 3.642 de 2009, os circos que utilizam animais estão sujeitos a uma multa que varia de mil a 10 mil Uferms, o que corresponde a R$ 17.630 a R$ 176.300. O
Campo Grande também tem uma medida semelhante, de julho de 2008, que também proíbe esse tipo de apresentação cultural.
Segundo o major Edmilison Queiroz, da PMA, uma equipe vai até o local para averiguar a situação dos animais, que devem ser apreendidos.
Postar um comentário

Publicidade II