Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Destaque

Palestra Sustentabilidade Regional realizada 24 de maio em Maracaju, MS

Alcir Muller, diretor e presidente da Revista Ambiente Global A equipe Ambiente Global agradece as autoridades que se fizeram presente ...

Fazenda Beira Rio

Fazenda Beira Rio

Samania Agropecuária

Samania Agropecuária

Doces Gotas de Mel

Doces Gotas de Mel

Publicidade

.

.
SEMENTES SERTÃO

Você bilíngue

Publicidade II

Ads

terça-feira, 9 de julho de 2013

Secretaria Estadual de Meio Ambiente apreende madeira ilegal no Piauí

Operação denominada “Aroeira Dois” aconteceu na região Sul do Estado.
Foram apreendidas 240 estacas de aroeiras e 40 toras já beneficiadas.

(Foto: Ascom)

Uma operação de fiscalização da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar) resultou na apreensão de equipamentos e madeira, lacre de um matadouro, destruição de fornos e embargo de loteamentos.

A operação denominada ‘Aroeira Dois’ aconteceu na região Sul do Estado, após registro de denúncias. Uma equipe formada por fiscais do órgão e policiais militares percorreu a região do município Morro Cabeça no Tempo, onde ficou constatada a exploração ilegal de aroeira, espécie que está protegida por lei.

Segundo o fiscal ambiental Francisco Mascarenhas, foram apreendidas 240 estacas de aroeiras e 40 toras já beneficiadas e prontas para o transporte. Toda a madeira estava sendo colocada em depósitos no meio da mata.

“Quando chegamos aos acampamentos, os madeireiros fugiram utilizando-se de armas de fogos. Nos acampamentos encontramos moto-serra, motocicletas, uma grande quantidade de alimentos e água, redes para dormir e todo o material que garantiria a manutenção no meio da mata, por pelo menos uma semana”, falou.
(Foto: Ascom)
Os fiscais percorreram toda a região em busca de mais acampamentos e encontraram depósitos de madeira. Também foram notificados dois loteamentos irregulares. Estes foram embargados por falta de documentação de licenciamento ou execução de serviços em desacordo com licença expedida.

Ainda de acordo com o fiscal, a região de Morro Cabeça no Tempo vem sendo constantemente, explorada pelos madeireiros, com o desmate ilegal da espécie aroeira.
O fiscal Renato Nogueira explica que alguns madeireiros passam dias, semanas acampados na mata realizando o corte das árvores que é de grande valor comercial, utilizada, principalmente, na construção de imóveis.

A aroeira é uma árvore que pode atingir mais de 20 metros de altura e é uma espécie ameaçada de extinção, protegida por lei federal. Quem realiza corte desta espécie de maneira ilegal, poderá ser responsabilizado criminalmente. Além disso, o indivíduo que infringir a lei estará sujeito à multa.

O tráfico da madeira é destinado para a região dos estados da Bahia, Minas Gerais e São Paulo. “Realizamos a operação acompanhados da Polícia Ambiental, mas não conseguimos efetuar prisões. A multa para este tipo de crime ambiental, considerando uma área superior a 100 hectares, é de R$ 90 mil”, disse Mascarenhas.

Além da madeira apreendida, os fiscais lacraram um matadouro particular na região de Uruçuí. O mesmo já havia sido embargado e descumpria uma determinação da Semar, com a continuidade dos serviços. A multa aplicada é no R$ 50 mil.

Toda a madeira apreendida deverá ser doada para instituições sem fins lucrativos. Já os equipamentos estão no Parque Zoobotânico. Os proprietários poderão resgatá-lo mediante sua apresentação junto à Semar.

G1 PI

Postar um comentário

Publicidade II