Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Destaque

Palestra Sustentabilidade Regional realizada 24 de maio em Maracaju, MS

Alcir Muller, diretor e presidente da Revista Ambiente Global A equipe Ambiente Global agradece as autoridades que se fizeram presente ...

Jaburu Distribuidora

Jaburu Distribuidora

Rei das Latas

Rei das Latas

Redes Sociais

Fazenda Beira Rio

Fazenda Beira Rio

Samania Agropecuária

Samania Agropecuária

Doces Gotas de Mel

Doces Gotas de Mel

Publicidade

.

.
SEMENTES SERTÃO

Você bilíngue

Publicidade II

Ads

terça-feira, 2 de setembro de 2014

CAMPO GRANDE: Com tempo seco e calor, incêndios assustam e prejudicam o trânsito

(Foto: Marcelo Victor)
Um incêndio, que atingiu quatro terrenos no início da tarde de hoje (2), assustou moradores do Jardim Colúmbia, na saída para Cuiabá. Em outro caso, o fogo em um terreno baldio, que começou há pouco, prejudica a visibilidade dos motoristas e eleva o risco de acidente de trânsito na Avenida Hiroshima, no Bairro Carandá Bosque.

O tempo seco e o forte calor são propício a propagação do fogo na Capital. Segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), a umidade relativa do ar está em 35% na cidade, bem abaixo do ideal, que seria 60%. Já a temperatura está em 33,8º

No primeiro caso, por volta das 13h30, o fogo começou em um terreno baldio localizado na Rua Pindaré, entre a Rua Imbira e a Avenida Tarumã, e assustou os moradores do Jardim Colúmbia. A dona de casa Daniela Cristiane da Silva Oliveira, 27 anos, contou que o fogo começou e se propagou muito rápid. Ao sentir o cheiro de queimado, ela já ouviu o barulho das labaredas.

Ela temia os efeitos da fumaça e do clima seco no filho de nove meses. A dona de casa ligou para o Corpo de Bombeiros e fechou toda a residência. “Qualquer coisa dá início ao fogo”, comentou.

A dona de casa Maria Augusta dos Santos, 28, estava no ponto de ônibus com os três filhos – de um ano e seis meses, de 6 e 8 anos – quando viu o fogo atingir o terreno baldio. A maior preocupação era com a saúde do filho de seis anos, que tem bronquite. Ela lamentou-se de não ter conseguido ficar em outro lugar esperando o ônibus e foi obrigada a aguentar a fumaça.

Já a auxiliar de produção Aparecida de Souza, 40, ficou frustrada porque foi obrigada a limpar a casa de novo após voltar do trabalho. Ela disse que o fogo agrava os efeitos do tempo seco sobre a saúde das pessoas.

Trânsito – Já na Avenida Hiroshima, também na saída para Cuiabá, o fogo causou uma grande cortina de fumaça, que prejudicava o trânsito de veículos na via, que liga os bairros da região norte ao Parque dos Poderes e ao Centro.

O fogo começou um terreno ao lado da 3ª Delegacia da Polícia Civil.

Campo Grande News
Postar um comentário

Publicidade II