Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Destaque

Palestra Sustentabilidade Regional realizada 24 de maio em Maracaju, MS

Alcir Muller, diretor e presidente da Revista Ambiente Global A equipe Ambiente Global agradece as autoridades que se fizeram presente ...

Fazenda Beira Rio

Fazenda Beira Rio

Samania Agropecuária

Samania Agropecuária

Doces Gotas de Mel

Doces Gotas de Mel

Publicidade

.

.
SEMENTES SERTÃO

Você bilíngue

Publicidade II

Ads

terça-feira, 2 de setembro de 2014

CAMPO GRANDE: Com tempo seco e calor, incêndios assustam e prejudicam o trânsito

(Foto: Marcelo Victor)
Um incêndio, que atingiu quatro terrenos no início da tarde de hoje (2), assustou moradores do Jardim Colúmbia, na saída para Cuiabá. Em outro caso, o fogo em um terreno baldio, que começou há pouco, prejudica a visibilidade dos motoristas e eleva o risco de acidente de trânsito na Avenida Hiroshima, no Bairro Carandá Bosque.

O tempo seco e o forte calor são propício a propagação do fogo na Capital. Segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), a umidade relativa do ar está em 35% na cidade, bem abaixo do ideal, que seria 60%. Já a temperatura está em 33,8º

No primeiro caso, por volta das 13h30, o fogo começou em um terreno baldio localizado na Rua Pindaré, entre a Rua Imbira e a Avenida Tarumã, e assustou os moradores do Jardim Colúmbia. A dona de casa Daniela Cristiane da Silva Oliveira, 27 anos, contou que o fogo começou e se propagou muito rápid. Ao sentir o cheiro de queimado, ela já ouviu o barulho das labaredas.

Ela temia os efeitos da fumaça e do clima seco no filho de nove meses. A dona de casa ligou para o Corpo de Bombeiros e fechou toda a residência. “Qualquer coisa dá início ao fogo”, comentou.

A dona de casa Maria Augusta dos Santos, 28, estava no ponto de ônibus com os três filhos – de um ano e seis meses, de 6 e 8 anos – quando viu o fogo atingir o terreno baldio. A maior preocupação era com a saúde do filho de seis anos, que tem bronquite. Ela lamentou-se de não ter conseguido ficar em outro lugar esperando o ônibus e foi obrigada a aguentar a fumaça.

Já a auxiliar de produção Aparecida de Souza, 40, ficou frustrada porque foi obrigada a limpar a casa de novo após voltar do trabalho. Ela disse que o fogo agrava os efeitos do tempo seco sobre a saúde das pessoas.

Trânsito – Já na Avenida Hiroshima, também na saída para Cuiabá, o fogo causou uma grande cortina de fumaça, que prejudicava o trânsito de veículos na via, que liga os bairros da região norte ao Parque dos Poderes e ao Centro.

O fogo começou um terreno ao lado da 3ª Delegacia da Polícia Civil.

Campo Grande News
Postar um comentário

Publicidade II