Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Destaque

Palestra Sustentabilidade Regional realizada 24 de maio em Maracaju, MS

Alcir Muller, diretor e presidente da Revista Ambiente Global A equipe Ambiente Global agradece as autoridades que se fizeram presente ...

Jaburu Distribuidora

Jaburu Distribuidora

Rei das Latas

Rei das Latas

Redes Sociais

Fazenda Beira Rio

Fazenda Beira Rio

Samania Agropecuária

Samania Agropecuária

Doces Gotas de Mel

Doces Gotas de Mel

Publicidade

.

.
SEMENTES SERTÃO

Você bilíngue

Publicidade II

Ads

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Empreendedor produz plástico biodegradável feito a partir de tapioca

Foto: Job Street



Foto: Prodita Sabarini
Há décadas o plástico tem sido usado como uma alternativa barata ao vidro e ao alumínio. Mas o custo que não recai diretamente sobre o bolso do empresário e do consumidor torna-se caro à natureza. Apesar das constantes iniciativas para reciclagem do material, milhões de toneladas vão parar em aterros sanitários todos os anos.

O problema é que o plástico demora de 500 a 1000 anos para ser decomposto. Mas e se houvesse uma alternativa que pudesse ser consumida pela natureza em apenas 10 dias? Essa é a proposta do Ecoplas, um plástico feito com mandioca.

Criado pela empresa indonésia Tinta Marta, o plástico biodegradável usa como base a madioca e, embora seja um pouco mais caro do que o comum, traz bem menos danos ao meio ambiente. Diretor da empresa desde 2000, Sugianto Tandio percebeu que, apesar de facilitar a vida de tanta gente com seu plástico, usado basicamente para a fabricação de sacolas, ele tinha uma grande parcela de culpa quando o assunto eram os danos do homem à natureza. Tandio, ex-funcionário da 3M, empresa mundialmente conhecida por seu potencial inovador, decidiu estudar e aplicar parte dos lucros da Tinta Marta em pesquisa: ele queria desenvolver um plástico biodegradável.




   
Fotos: Tinta Marta

Dez anos após o início de suas pesquisas, a Tinta Marta deu origem à Ecoplas, plástico biodegradável que já é utilizado em sacolas de empresas como a Zara e a GAP, na Ásia e nos Estados Unidos. As 500 toneladas de Ecoplas produzidas todos os meses não trazem benefícios somente à natureza, mas também aos agricultores da região, que agora têm mais um fiel cliente a quem vender a produção de mandioca. “A Indonésia é conhecida por seus recursos, mas nós ainda estamos para trás. Nós precisamos criar e dar valor aos nossos recursos para poder aumentar a riqueza dos indonesos“, afirma o empresário.

Hypeness
Postar um comentário

Publicidade II