Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Destaque

Palestra Sustentabilidade Regional realizada 24 de maio em Maracaju, MS

Alcir Muller, diretor e presidente da Revista Ambiente Global A equipe Ambiente Global agradece as autoridades que se fizeram presente ...

Jaburu Distribuidora

Jaburu Distribuidora

Rei das Latas

Rei das Latas

Redes Sociais

Fazenda Beira Rio

Fazenda Beira Rio

Samania Agropecuária

Samania Agropecuária

Doces Gotas de Mel

Doces Gotas de Mel

Publicidade

.

.
SEMENTES SERTÃO

Você bilíngue

Publicidade II

Ads

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

RO: Em estado de emergência ambiental, Porto Velho lança campanha para reduzir queimadas

Secretaria Municipal de Meio Ambiente anunciou estado de emergência ambiental devido ao alto índice de queimadas urbanas e florestais

Porto Velho aposta em campanhas educativas para reduzir índice de queimadas.
(Foto: Divulgação/MMA)

As informações foram passadas pelo secretário Edjales Benício, da Sema, no lançamento de mais uma campanha educativa iniciada na última quarta-feira (5), com a realização de um pit stop no cruzamento da avenida Jorge Teixeira com a Carlos Gomes. “Tivemos que intensificar o trabalho de educação ambiental, focando a campanha nas queimadas urbanas, porque a tendência, pelo que se observa, é que a situação fique igual ou pior que dois mil e dez que foi um ano muito crítico com relação a essa questão das queimadas”, disse o secretário. 

Denúncias

Números da Secretaria Municipal de Meio Ambiente mostram que em 2014 o primeiro semestre fechou com 160 denúncias de queimadas urbanas. Neste ano, até julho, foram registradas 304 denúncias, praticamente o dobro do ano passado. Com relação aos incêndios florestais, o secretário da Sema afirma que a situação também não é diferente. Porto Velho já lidera os locais com maior incidência de focos de calor, segundo os dados do Ministério do Meio Ambiente, do Ibama e da Sedam. 

Para reverter esse quadro, a prefeitura trabalha em três frentes. A primeira é a intensificação da fiscalização ambiental, que passa a ser de segunda a domingo, das 8h às 20h. A segunda é a intensificação do trabalho de educação ambiental que envolve ainda a Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito (Semtran), a Secretaria Municipal de Educação (Semed), o Batalhão Ambiental da Polícia Militar e usina de Jirau que forneceu o material gráfico e as camisas da campanha. “A terceira frente é a possibilidade da contratação de, pelo menos, trinta brigadistas para ajudar o Corpo de Bambeiros no combate aos incêndios. A intenção é que eles sejam contratados em agosto e setembro, período que são registrados os maiores índices de queimadas urbanas, por causa das condições climáticas”, informou. 

Campanha

De acordo com o calendário da Sema, os pit stops ocorrerão todas as quartas-feiras em locais diferentes da cidade. A da próxima semana deverá ocorrer na Zona Leste. Além dos pit stops, a campanha terá ainda material de apoio como fólderes, cartazes e peças publicitárias alertando a população para o problema.

O chefe da Divisão de Educação Ambiental da Sema, Estênio Rodrigues Mota, lembrou que na maioria das vezes as queimadas iniciam com um ato que a primeira vista não apresenta perigo nenhum, que é a queimada do lixo acumulado no quintal das casas. “Isso já é cultural na cidade, mas é um ato que gera muitas consequências como, por exemplo, o aumento dos casos de doenças respiratórios principalmente em crianças e idosos. E queimar lixo no quintal é crime ambiental passível de punição. Por isso pedidos que as pessoas evitam esse problema destinando o lixo ao um local adequado em vez de queimá-lo”, alertou.

Estado de Emergência

O Estado de Emergência é uma situação crítica ou acontecimento perigoso e fortuito, que pode ocorrer em diferentes níveis de importância. Em diversos contextos, as emergências ambientais podem colocar em risco as vidas humanas, o meio ambiente, a saúde pública, os bens vulneráveis e as atividades sociais e econômicas, sendo que uma resposta rápida a estes eventos indesejados pode ser um fator muito relevante para a redução dos impactos potenciais.

A emergência ambiental decorre de queimadas fora de controle, de um acidente ou a iminência de ocorrência de acidente com danos ambientais oriundas de atividades industriais, minerárias, de transporte de produtos e resíduos perigosos e infraestrutura envolvendo produtos químicos perigosos.

Portal Amazônia
Postar um comentário

Publicidade II