Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Destaque

Palestra Sustentabilidade Regional realizada 24 de maio em Maracaju, MS

Alcir Muller, diretor e presidente da Revista Ambiente Global A equipe Ambiente Global agradece as autoridades que se fizeram presente ...

Fazenda Beira Rio

Fazenda Beira Rio

Samania Agropecuária

Samania Agropecuária

Doces Gotas de Mel

Doces Gotas de Mel

Publicidade

.

.
SEMENTES SERTÃO

Você bilíngue

Publicidade II

Ads

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Rondônia diminui desmatamento com fiscalização e políticas para o desmatamento zero

Fiscalização Estadual, Fiscalização Federal e Licenciamento Ambiental Rural e políticas para o desmatamento zero foram os fatores que mais contribuíram para a queda no índice de desmatamento no Estado de Rondônia. De acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), a Amazônia Legal teve uma redução de 45%, de agosto de 2008 a julho de 2009, menor índice dos últimos 21 anos, e Rondônia foi o segundo Estado com maior redução do desmatamento, com 50%. Em primeiro foi o Mato Grosso, com queda de 65%. No Pará, o índice de queda foi de 35%; no Amazonas, 30%; no Maranhão, de 20%; e no Acre, 18%.
De acordo com o engenheiro agrícola com especialização em Sensoriamento Remoto, Arquimedes Ernesto Longo, o índice de desmatamento em Rondônia vem diminuindo há cinco anos, com destaque para a grande redução ocorrida nos últimos dois anos, explica o engenheiro. 
O especialista diz que “esses dados disponibilizados pelo Inpe são do período que vai de agosto de um ano a julho do ano seguinte, e os dados da  Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental ainda não foram fechados para o ano de 2009, pois trabalhamos sempre com as últimas imagens disponíveis no ano, sem cobertura de nuvens, em função do Licenciamento Ambiental Rural”, explicou.
De acordo com a Coordenadoria de Proteção Ambiental da Sedam, o Governo de Rondônia está empenhado em diminuir ainda mais o desmatamento, para isso, desenvolve projetos de monitoramento, educação ambiental e o Programa de Recuperação de Mata Ciliar para recuperar áreas degradadas.
O secretário da Sedam, Cletho Muniz de Brito, afirma que a diminuição do desmatamento ganhou força desde o ano passado, quando a Sedam começou a implantar políticas que visam o desmatamento zero, que tem como objetivo de diminuir esses índices até 2015. “A nova Sedam tem buscado o diálogo com outros órgãos parceiros de fiscalização para alcançar o objetivo de acabar de vez com o desmatamento indiscriminado no Estado”, explica o secretário da Sedam.
Com base nos dados da Coordenadoria de Proteção Ambiental da Sedam, foram realizadas até o momento 20 operações de combate as queimadas e desmatamento em Rondônia. Foram realizadas operações na BR 364, Candeias, Triunfo, Itapuã e estradas vicinais, BR 319 até a divisa do Amazonas, unidades de conservação e Joana D‘ Arc BR. Também foram realizadas operações na BR 425, Nova Califórnia, Nova Dimensão, BR- 421 até o parque  Estadual de Guajará-Mirim e estradas Vicinais. Essas ações serviram para interditar madeireiras e retiradas das espécies ilegais.
Educação Ambiental
A Coordenadoria de Educação Ambiental (CEAM) têm como objetivo de desenvolver e implementar ações educativas voltadas para a resolução de problemas ambientais, tendo como princípio fundamental o desenvolvimento sustentável, e,  como atores, pessoas  oriundas de instituições governamentais, não governamentais e comunidade, e como diretriz, a Política de Desenvolvimento Ambiental do Estado de Rondônia.
Através de seus nove projetos a CEAM prima por assegurar a participação da comunidade nas ações educativas de forma articulada, contínua e sistematizada, com a formação de multiplicadores e interação interinstitucional com vistas à maximização dos recursos disponíveis.
Nesse sentido, têm desenvolvido ações concretas, contínuas e pontuais voltadas a prevenção e combate ao desmatamento no estado de Rondônia buscando parcerias interinstitucionais e com a população em geral.
Os Projetos da Coordenadoria Estadual de Educação Ambiental tem como objetivo buscar a maior aproximação com as comunidades conhecendo suas realidades e debatendo interativamente o tema do desmatamento, formando grupos de trabalho que atuam de forma voluntária diretamente com os princípios e as práticas de Educação Ambiental, capacitação e acompanhamento de professores, alunos, associações comunitárias e demais vertentes sociais.
Através do projeto Grupo de Educadores Ambientais Voluntário (GEAV), que são atores de organizações públicas e privadas que tem trabalhado na disseminação da Educação Ambiental nos modos formal, não formal e informal em prol do meio ambiente. Atuam nos municípios através de realização de palestras, mutirões que contemplam o plantio de mudas, mini cursos, seminários nas escolas e associações comunitárias trabalhando o tema do Desmatamento. Sua filosofia de trabalho enfatiza a valorização da floresta para fins de conservação da biodiversidade.
Outro projeto desenvolvido pela Educação Ambiental é o Agente Ambiental Voluntário (AAV), a Sedam fomenta a participação de comunidades Reservas extrativistas, quilombolas e de pescadores a participarem ativamente na proteção e conservação de seus biomas. Através do voluntariado as comunidades são capacitadas para se tornarem fiscalizadores e multiplicadores dos conceitos de educação ambiental enfocando as conseqüências negativas das Queimadas e desmatamento para a sociobiodiversidade e informando sobre as alternativas propostas pelos órgãos competentes e parceiros da Sedam como incentivos para a melhor utilização de áreas já desmatadas em bases sustentáveis, contemplando inovações tecnológicas, como o manejo de pastagens, sistemas agroflorestais, agricultura ecológica e a recuperação de áreas degradadas, como forma de aumentar a produtividade e diminuir as pressões sobre florestas remanescentes;
A Sedam chega até as escolas através do Projeto Educação nas Escolas preparando comunidade escolar para o debate sobre a preservação e conservação do meio ambiente tendo como elemento básico a ecopercepção ambiental.
Desta forma, o Estado de Rondônia vem gradativamente diminuindo o desmatamento



Postar um comentário

Publicidade II