Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Destaque

Palestra Sustentabilidade Regional realizada 24 de maio em Maracaju, MS

Alcir Muller, diretor e presidente da Revista Ambiente Global A equipe Ambiente Global agradece as autoridades que se fizeram presente ...

Fazenda Beira Rio

Fazenda Beira Rio

Samania Agropecuária

Samania Agropecuária

Doces Gotas de Mel

Doces Gotas de Mel

Publicidade

.

.
SEMENTES SERTÃO

Você bilíngue

Publicidade II

Ads

sábado, 21 de maio de 2011

Governador de Mato Grosso do Sul assina ordem de início das obras do Aquário do Pantanal no dia 23


Campo Grande (MS) - O governador André Puccinelli realiza, na próxima segunda-feira (23), a solenidade de assinatura da ordem de início das obras do Aquário do Pantanal, no Parque das Nações Indígenas. A solenidade tem início às 18 horas, nos altos da avenida Afonso Pena. Considerado o maior aquário de água doce do mundo, com 6,6 milhões de litros de água, 263 espécies e 7 mil animais, o Aquário do Pantanal será construído com recursos do governo estadual. A empresa construtora é a Egelte Engenharia Ltda.

“O Aquário do Pantanal é a denominação, na realidade, do Centro de Pesquisa e da Ictiofauna Pantaneira. Além da ictiofauna pantaneira, queremos reproduzir o ambiente pantaneiro. É uma preocupação do governo do Estado com o meio ambiente”, destacou o governador André, durante vistoria do início das obras, realizada no último dia 14. “Queremos mostrar a icitiofauna pantaneira para o mundo. Sessenta e sete por cento do território do Pantanal pertence a Mato Grosso do Sul. O Aquário do Pantanal fará uma integração com universidades do mundo inteiro, para que o mundo conheça Mato Grosso do Sul”, afimou Puccinelli.

O valor apresentado pela Egelte é de R$ 84.749.754,23. A intenção do governo do Estado é entregar a obra para a população sul-mato-grossense no 36º aniversário de criação do Estado.

A obra está na fase de terraplanagem. Já foram replantados 54 ipês brancos, dois ipês amarelos, dois ipês roxos, um ipê amarelo do cerrado, uma bocaiúva, um coqueiro, uma farinheira, uma goiabeira e uma imbaúva, totalizando 64 árvores. Ao lado da obra está em fase de conclusão um centro receptivo do Aquário do Pantanal. O espaço será aberto à visitação pública e apresentará a estrutura do Aquário. Guias de turismo treinados acompanharão os visitantes e apresentarão detalhes do projeto. No local também serão projetadas imagens da fauna dos rios: espécies de peixes dos rios pantaneiros e de Bonito. 

Aquário do Pantanal

O local deve entrar em operação no final de 2013 e terá capacidade para receber 20 mil visitantes por dia. Inicialmente projetado para impulsionar o turismo, o aquário teve seu objetivo ampliado para servir também como centro de pesquisa científica e de educação ambiental. O projeto dos 18.636 metros quadrados da construção tem assinatura do arquiteto Ruy Othake.

O espaço irá abrigar um centro de conferências, laboratórios e biblioteca para livros e teses sobre o Pantanal, instalações que foram desenhadas lado a lado com os 24 tanques de peixes, jacarés, sucuris, entre outras espécies.

Além do ambiente interno, que inclui um túnel de 180 graus, o aquário terá cinco tanques externos, que poderão ser percorridos a pé ou em um trajeto aquaviário em barco com fundo de vidro.

O projeto apresenta uma estrutura de 90 metros de comprimento e 18 de altura. O prédio possuirá um amplo saguão, equipado com banheiros, setor de informações, auditório para 250 pessoas, restaurante, lanchonete, biblioteca e bancada de interação, entre outros detalhes. Escadas rolantes, comuns e elevadores próprios para portadores de necessidades especiais levam o visitante aos tanques e a um ambiente especial para as sucuris. Nos ambientes externos, ficarão plantas nativas do Pantanal, jacarés, ariranhas e lontras, entre outros animais.

Boris Verbisck

Karina Lima - Notícias.MS

Postar um comentário

Publicidade II