Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Destaque

Palestra Sustentabilidade Regional realizada 24 de maio em Maracaju, MS

Alcir Muller, diretor e presidente da Revista Ambiente Global A equipe Ambiente Global agradece as autoridades que se fizeram presente ...

Fazenda Beira Rio

Fazenda Beira Rio

Samania Agropecuária

Samania Agropecuária

Doces Gotas de Mel

Doces Gotas de Mel

Publicidade

.

.
SEMENTES SERTÃO

Você bilíngue

Publicidade II

Ads

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Setor da celulose fatura R$ 2,48 bilhões e planeja crescer mais 10% em 2014

As indústrias de celulose e papel de Mato Grosso do Sul fecharam o ano com faturamento de R$ 2,48 bilhões e o Sinpacems (Sindicato das Indústrias de Celulose e Papel de Mato Grosso do Sul) estima arrecadar, em 2014, R$ 2,72 bilhões, um avanço de 10%.

Em nível nacional, segundo o presidente do Sinpacems, Francisco Valério, o crescimento deverá ser de 7%. “A estimativa para o próximo ano é produzir 15 milhões de toneladas de celulose de mercado, dos quais 2,8 milhões serão produzidos em Mato Grosso do Sul, ou seja, 19% da produção brasileira”, detalhou.

Para ele, o responsável por alavancar a produção no Estado é a unidade da Eldorado Celulose, localizada em Três Lagoas. Este ano, a unidade fecha com capacidade de produzir de 1,25 milhão de toneladas e, em 2014, o número deverá superar a 1,5 milhão de toneladas.

“Lembrando que no caso de celulose de mercado, principalmente, esses projetos são voltados para produção de celulose de fibra curta, que tem uma aplicação muito grande para papéis toalha, guardanapo e sanitários”, disse o presidente do Sinpacem, acrescentando que o segmento, junto com o papel de embalagem, é o que mais cresce no mundo.

Hoje, Mato Grosso do Sul tem 24 indústrias de celulose e papel, que empregam 2.312 industriários, conforme dados da RAIS (Relação Anual de Informações Sociais), Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) e PIA/IBGE (Pesquisa Industrial Anual - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Campo Grande News
Postar um comentário

Publicidade II