Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Destaque

Palestra Sustentabilidade Regional realizada 24 de maio em Maracaju, MS

Alcir Muller, diretor e presidente da Revista Ambiente Global A equipe Ambiente Global agradece as autoridades que se fizeram presente ...

Jaburu Distribuidora

Jaburu Distribuidora

Rei das Latas

Rei das Latas

Redes Sociais

Fazenda Beira Rio

Fazenda Beira Rio

Samania Agropecuária

Samania Agropecuária

Doces Gotas de Mel

Doces Gotas de Mel

Publicidade

.

.
SEMENTES SERTÃO

Você bilíngue

Publicidade II

Ads

domingo, 26 de abril de 2015

Famasul e Aprosoja/MS pedem prorrogação de prazo para Cadastro Ambiental Rural

Mato Grosso do Sul possui mais de 62 mil propriedades rurais e deste total, apenas 10% da área formalizou o cadastramento no CAR – Cadastro Ambiental Rural, sistema criado pelo novo Código Florestal, obrigatório para todos os imóveis rurais e que tem a finalidade de integrar as informações ambientais referentes à situação das APPs - Áreas de Preservação Permanente, das áreas de Reserva Legal, das florestas e dos remanescentes de vegetação nativa, das áreas de uso restrito e das áreas consolidadas das propriedades e posses rurais do país.

Atentos à importância desta ferramenta de gestão ambiental, o Sistema Famasul – Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul e a Aprosoja/MS – Associação dos Produtores de Soja de MS encaminharam um ofício à Ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, solicitando a prorrogação do prazo para cadastramento no CAR que termina no próximo dia 6 de maio.

Entre os fatores que dificultaram a realização do Cadastro estão a incompatibilidade do sistema regional (Seriema) com o oferecido pelo governo federal (SICAR – Sistema de Cadastro Ambiental Rural Federal), a falta de conhecimento para operacionalizar a declaração e o período de transição da administração estadual.

Na avaliação do gestor da Unidade Técnica da Famasul, Lucas Galvan, apesar de simples, o cadastro requer informações técnicas que podem confundir o declarante. “Os campos de preenchimentos exigem uma série de informações sobre legislação, desconhecidas pela maioria dos produtores. Por isso, é importante o auxílio de consultores com especialização em agronomia e meio ambiente, para concluir o cadastramento corretamente”, explicou.

Com objetivo de esclarecer os produtores, a Famasul realizou em 2014 uma série de palestras juntamente com os Sindicatos. “Atendemos a uma demanda dos sindicatos e levamos informações sobre legislação e sistema. Ainda assim, somente 5% dos produtores conseguiram concluir o cadastro”, alertou Galvan.

Sobre o CAR - Para cadastrar suas informações, o produtor rural de Mato Grosso do Sul deve utilizar o CAR-MS, que é integrado ao SICAR, no qual deverá apresentar os dados ambientais de sua propriedade rural no Estado. O sistema já está disponível para inscrições no site do Imasul – Instituto de Meio Ambiente de MS (http://www.imasul.ms.gov.br/). O produtor rural que não se inscrever no CAR-MS até a data limite constará como irregular, podendo ficar impedido de obter licenciamento ambiental e financiamentos. O prazo final de inscrição está marcado para 6 de maio de 2015.

Folha de Dourados
Postar um comentário

Publicidade II